sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Aula da saudade - homenagem aos professores DIREITO turma 2007.1





AULA DA SAUDADE – HOMENAGEM AOS PROFESSORES

TURMA DIREITO 2007.1 NOLAR GLUSCZAK JÚNIOR

 

 

Bom, galera! Chegou o grande dia. O dia da despedida, do abraço, do até breve. Chegou o dia do fim, do começo. Foram cinco anos de ralação com a cara nos livros; birras com colegas; espetinhos do Hugo; trabalhos loucos do PC; viagens para Porto Seguro e Brasília; glamourosas Elda Fest; monstrografia. Finalmente chegamos ao tão sonhado término do curso de Direito. E que curso, hein!!!

Quantos planos traçamos, quantos objetivos pretendemos alcançar. Agora é chegada a hora em que todos tomarão rumos diferentes.  Desejamos que cada um, de modo especial, tenha um futuro brilhante e esperamos, num futuro próximo, nos encontramos novamente no Elda Fest para congratularmos as nossas vitórias.

Mas tudo isso só foi possível porque tivemos nestes longos anos a presença de todos vocês, professores!!! Cada um com o seu jeito e modo de ensinar que cativou a uns, incomodou a outros, mas vocês, professores, buscaram o melhor para todos nós.

Sabemos das longas horas que passaram sentados preparando uma boa aula, pensando em cada detalhe, em cada aluno com sua singularidade...quantos de vocês entraram cansados em sala de aula, mas com a participação da turma, puderam transformar o cansaço em uma aula produtiva. Ser professor é ser “administrador de curiosidades”, e quantos momentos vocês oportunizaram para que vivenciássemos as descobertas do saber jurídico. Ser professor é ter acapacidade de sair de cena sem sair do espetáculo, pois vocês apontaram os caminhos  que devemos seguir.Mesmo que não estejam mais em nossas vidas fisicamente, mas saibam que levaremos os ensinamentos que nos deram, as amizades que cativaram durante estes cinco anos de faculdade.

É neste espírito de agradecimento e gratidão a vocês, professores, que não podíamos deixar de passar em branco este momento ímpar de nossas vidas para fazermos uma homenagem aos senhores. Assim, façamos uma breve retrospectiva destes cinco anos: 

 

Pra começar, no primeiro dia de aula, nos deparamos com Genimar que, antes de nos enfrentar, nos abandonou porque estava em depressão. Imagine se nos conhecesse! Como se não bastasse, Joseane, que nem começou a contar a História do Direito, nos abandona também. E quem vem no lugar? Um tal de Ismael que nos leva explorar caverna e até o Carandiru, mas que no fundo queria mesmo era explorar as meninas....hum...Em contrapartida, surge Cassol que apresenta o príncipe que não é Willians, mas sim, de Maquiavel. Como se não bastasse, leva a galera para um mundo imaginário, que não era o de Bobby e sim o de Platão!!! Santo Deus!!! Será que estávamos há 300 anos antes de Cristo? ou depois de Cristo?  Ei, e pra enlouquecer mais ainda, surge  Bosco Pavão com o Ser, Dever Ser...Dever Ser, Ser, e até agora a turma não sabe Ser ou não Ser. Eis o Pavão!!!

Sim, mas o melhor da história mesmo é a substituição da Genimar por Brígida Barbosa, que por sinal, arrancou suspiros dos marmanjões, sobretudo na hora em que ia apagar o quadro.... rebola daqui...rebola dali....fiu fiu!!! A priori, professora Brígida, dava o bizu, fazia parecer muito fácil a prova, mas na hora agá, botava pra ferrar. E o barraco tava armado, mas não foi esta confusão que impediu que hoje você estivesse aqui. Concluindo, nós não a barramos no baile. Rsrs...

Eita, ia nos esquecendo, e o Chalton? Só falava dos preços da bolsas e sapatos da Carmen Stefens. Alguém lembra a matéria que ministrava? Por incrível que pareça era o Direito das Coisas. Ou seria Direito de Comprar as Coisas? E teve Carlos Ferro com Penal I, II e III. Bota transparência, tira transparência...bota transparência...relaxa, professor, a gente aprendeu a diferenciar dolo eventual de culpa consciente.

Adiante, para a alegria infinita de todos, eis que surge Bruna Miziki ministrando a disciplina Constitucional e nos chamando de miniiiiinoooos... para completar o trio de professoras gatas, aparece Sabrina, a aprendiz de feiticeira, com sua beleza nos enfeitiçava.

Assim, chegamos finalmente na metade do curso, em meio a tantas trocas de coordenadores. Entra Neire, sai Neire, entra Radin, sai Radin, entra Daniel, sai Daniel...ufff!! Então, surge a coordenadora Cristiane Pacheco que moraliza o curso de Direito. Daí, com ela, vem Luís Antônio, nosso professor de Processo Penal II que cativou a turma.

Ahhhh... vamos falar de Nolaaaar... iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, é o virgem daqui. Lembram do dia em que ele chutou o balde? e mandou todo mundo para a puta que o pariu? Nolar, mesmo você sendo virgem, porra! Nós aprendemos como o processo civil funciona. Saiba, ô virgem: você tem plantado sementes que germinam em tempo próprio e, certamente, muita flores têm enfeitado os lugares por onde tens passado. Sem saber, você escreveu o seu nome em muitos corações. Você é o cara!!! Bom, mas sabe qual é o melhor da história, Nolar! O Virgem da história é você!!! E como se diz por aqui “a primeira vez a gente nunca esquece”. Levou o nome da turma, hein! Nolar Gluskzak Direito 2011.2.

E pra dar sequência no Processo Civil, eis que surge Cristiana Matos, toda lindinha, cara de bonequinha. Como diz Gladiston, parece um bombonzinho, todo enfeitadinho. Cris, você foi muito especial em nossas vidas. Continue brilhando sempre...

Bom, e a Gabriela, gente? Chegou noiva e saiu casada. Gente, ela nos fez sentar e chorar muito, mas, de certa forma, valeu profª!!!

E prof Marcus Vinícius, nem se fala, uma biblioteca jrídica ambulante. Obrigado, professor, por tudo.

Dando sequência, lá vem o Túlio para a alegria das meninas. No Direito Administrativo, adora falar de desconcentração e descentralização. Até bonequinho de braços abertos serviu para centralizar o olhar da turma no conteúdo. Ê, prof., você desconcentra as meninas daqui..descentraliza elas dali... não precisa ficar vermelho não, a gente sabe que você é um professor especial, não só para suas fãs, mas para toda a turma.

Peraê! Para tudo!!! Onde estamos? No Caminho das índias? No show de Lady Gaga ?ou  curtindo o shimbalaiê da Maria Gadu? Não!!! Estamos na faculdade curtindo o Jardim de Infância: Cadeira enfileirada, mapa-múndi pendurado no quadro, silêncio absoluto, pirulito em dia de prova e chocolate no último momento de tumulto.   Jesus!!! E  como todo jardim de infância teve muito teatro, se no meio jurídico não der certo, adverte PC: virem atores. PC, você não é só o Binho da Mayana, não. Você é o Binho de todos nós.

É, não só os meninos tiveram colírio, mas as meninas também: olha o Álvaro aê, gente!!! Como diz asmeninas, todo príncipe.

E para fechar o curso de direito com chave de ouro, eis que surge uma fada madrinha: Rosângela Queiroz, como dizAna Brito, uma mãezona na monografia. Valeu profª, em tão pouco tempo cativou a todos.

É preciso, ainda, lembrar dos professores Nelson, Aldemara, Luís Cláudio,Maria Emília,Virgínia, Juliano, Ernani, Rosana Briglia, Quintino, Michele, Gustavo Hungria Loia, Deva, Gabriele, Luciano. Vocês também fizeram parte da construção de mais um capítulo da vida de cada um de nós. Obrigado especial!

Professores, fica aqui nossa gratidão e nosso muito obrigado. Colegas, obrigado por tudo. Acreditamos que o mundo está sedento de talento e vocês são talentosos. Sairão daqui rumo ao sucesso. Nos encontraremos nos caminhos da vida. E não tenhamos dúvidas que daqui sairão juízes, promotores, delegados, advogados. Mas uma coisa,não se esqueçam: sejam humildes! 

Assim dizia Charles Chaplin

Pensamos demasiadamente
Sentimos muito pouco
Necessitamos mais de humildade
Que de máquinas.
Mais de bondade e ternura
Que de inteligência.
Sem isso,
A vida se tornará violenta e
Tudo se perderá.

Um abraço especial no coração de vocês.

Turma de Direito 2007.1

 

Um comentário: